Mais de 80 mil servidores públicos no Maranhão receberam auxílio emergencial de forma indevida

De acordo com o Tribunal de Contas do Estado, as fraudes causaram um prejuízo superior a R$ 60 milhões aos cofres públicos

O Tribunal de Contas do Estado divulgou que o Maranhão foi o estado com maior quantidade de servidores públicos que receberam o auxílio de forma irregular,  um total de 84 mil servidores, causando um prejuízo superior a R$ 60 milhões aos cofres públicos.

Diante disso, até nesta quarta-feira (7), gestores municipais de todo Maranhão receberão solicitação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), Controladoria Geral da União (CGU-MA) e Ministério Público Estadual (MPE) requisitando informações sobre as medidas adotadas para frear o recebimento indevido do auxílio emergencial nos municípios.

Os órgãos de controle querem saber se as administrações adotaram medidas legais para coibir as fraudes no benefício por parte de servidores públicos. As informações fornecidas pelos gestores serão encaminhadas ao procurador-geral de Justiça, dando origem a ações  de acompanhamento dos processos abertos pelas administrações públicas para resolver o problema. A expectativa dos órgãos fiscalizadores é de que todos os municípios apresentem alguma medida adotada.

Do O Imparcial

 
Acompanhe o Blog Agência Maranhão pelo Facebook.
Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*