CENI POR UM FIO: Panelas, atrasos e jogadores mandando: os bastidores da crise no Flamengo

CENI POR UM FIO: Panelas, atrasos e jogadores mandando: os bastidores da crise no Flamengo

O clima não tem sido dos melhores nos bastidores do Flamengo. Desde a chegada do técnico Rogério Ceni, alguns jogadores têm tentado opinar e fazer mudanças em algumas situações do dia a dia de treinamentos no Ninho do Urubu.

Flamengo: Ceni culpa 'erros grotescos' de jogadores por derrota e dispara:  'Impossível treinar mais finalização do que a gente já treina'

A rotina de treinos foi um relato dado por uma fonte para exemplificar o cenário. Certo dia, líderes do elenco, como Diego e Filipe Luís, pediram a Rogério Ceni que mudasse a hora da atividade, que aconteceria no período da tarde para a manhã, com o intuito de participarem de um compromisso pessoal. A mudança não repercutiu bem entre alguns jogadores, como o meia Gerson e jovens atletas do elenco, uma vez que não foi um pedido que partiu de todo grupo.

Os horários dos treinos também não têm sido respeitados. Diferentemente do que acontecia na época de Jorge Jesus, quando se chegou até a criar uma “caixinha de multa”, alguns jogadores vêm chegando ao campo para o início dos trabalhos com atraso de alguns minutos.

Powered by Rock Convert

Até mesmo a contratação de novos profissionais estão tendo “pitacos” dos jogadores. Diego, Filipe Luis e Rodrigo Caio indicaram Rafael Winick, preparador físico que foi contratado recentemente, mesmo sem nunca ter trabalhado em clube de futebol anteriormente. Amigo pessoal dos atletas, ele inclusive passou o Ano Novo com alguns atletas em Angra dos Reis, o que repercutiu internamente e algumas pessoas não gostaram. Já Willian Arão indicou o fisioterapeuta Lanyan.

Apesar dos relatos da fonte, a assessoria do volante afirmou que o profissional já estava trabalhando na base do clube e que o camisa 5 não teve qualquer interferência na decisão de subi-lo aos profissionais.

O fato de Rogério Ceni ter diálogo apenas com os líderes da equipe, como Diego, Filipe Luís, Diego Alves, Arão e Rodrigo Caio, também incomoda. Estes atletas, inclusive, são vistos com frequência na sala do treinador, diferentemente dos demais. Nos bastidores, o que se diz é que a “panela 85 ou panela da igreja” é quem está comandando o clube. O meia Diego Ribas faz parte das duas. (Fonte: Portal ig.com.br)

 

Powered by Rock Convert
 
Acompanhe o Blog Agência Maranhão pelo Facebook.
Categoria: Esportes

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*