Nova greve dos caminhoneiros pode ser maior que a de 2018, diz líder da categoria
Blog Agencia Maranhão - Sua Central de Notícias

Nova greve dos caminhoneiros pode ser maior que a de 2018, diz líder da categoria

Paralisação está prevista para o dia 1º de fevereiro/2021.

De acordo com o presidente da Associação Nacional de Transporte no Brasil (ANTB), José Roberto Stringasci, a nova greve dos caminhoneiros do país, articulada junto ao Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) e prevista para começar em 1º de fevereiro, pode ser ainda maior que a última paralisação da categoria, em 2018. As informações são dos portais iG e Suno.

Stringasci, que lidera uma entidade representando aproximadamente 4,5 mil caminhoneiros, citou a alta do preço do diesel como grande motivador da possível greve, comprometendo as margens de lucro dos profissionais do setor. “O sócio majoritário do transporte nacional rodoviário é o combustível (50% a 60% do valor da viagem). Queremos uma mudança na política de preço dos combustíveis”, declarou, enfatizando que a categoria luta por “preços nacionais”, com “reajuste a cada seis meses ou um ano.”

Powered by Rock Convert

As reivindicações também incluem a determinação de um preço mínimo de frete, a implantação do Código Identificador de Operação de Transporte (Ciot) e a fiscalização das transportadoras, que estariam desrespeitando direitos trabalhistas.

Para o presidente da ANTB, não haveria problema em realizar a paralisação durante a pandemia do novo coronavírus. “A categoria trabalhou para cima e para baixo durante a pandemia. Muitos caminhoneiros ficaram com fome na estrada com os restaurantes fechados, mas nunca parou”, defendeu Stringasci, segundo o qual a greve já conta com o apoio de 70% da categoria, além de parte da população, insatisfeita com o aumento geral nos preços de combustíveis e alimentos.

Em meio a essa forte sinalização, os caminhoneiros solicitam um encontro com o presidente Jair Bolsonaro para apresentar suas demandas e, possivelmente, evitar a paralisação. “A categoria apoiou ele em 100% praticamente nas eleições. Então agora exige a presença dele na reunião”, afirmou Stringasci.

https://administradores.com.br/noticias/nova-greve-dos-caminhoneiros-pode-ser-maior-que-a-de-2018-diz-l%C3%ADder-da-categoria

 

Powered by Rock Convert
 
Acompanhe o Blog Agência Maranhão pelo Facebook.
Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*