Blog Agencia Maranhão - Sua Central de Notícias

Prefeito Bigu será reeleito com mais de 60% dos votos em Santo Antônio dos Lopes, mostra pesquisa Prever

Pré-candidato a reeleição bate com folga, em todos os cenários, o casal Eunélio Mendonça e Ana dos Gás, cujo grupo ainda não decidiu pelo nome que, de fato, será lançado.

O prefeito Bigu de Oliveira, do município de Santo Antônio dos Lopes, será reeleito em novembro com estratosférica vantagem em cima de seus adversários.

Foi o que revelou pesquisa de intenção de votos realizada pelo Instituto Prever nos dias 23 e 24 deste mês. O levantamento ouviu 320 eleitores nas zonas urbana e rural da cidade e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número MA-09417/20. Tem margem de erro de 5%, para mais ou para menos, e nível de confiabilidade de 95%.

Nos cinco cenários estimulados apresentados, Bigu venceu os demais postulantes com mais de 60% das intenções de voto.

No primeiro cenário, no qual estão inseridos o ex-prefeito Eunélio Mendonça e a sua esposa, a deputada estadual licenciada, Ana do Gás, o prefeito cravou 60,9%.

Eunélio marcou 24,4%, seguido por Ana do Gás (8,4%). Os demais pré-candidatos não chegaram a 1%. Brancos e nulos 0,3% e 4,7% não souberam ou não responderam.

No segundo cenário, no qual disputa apenas com a pré-candidata Cristina, Bigu foi o escolhido por 65% dos eleitores. Cristina pontuou com 17,8%. Brancos e nulos 4,1% e 13,1% não souberam ou não responderam.

Em outro confronto, no qual concorre com a pré-candidata Priscila, o prefeito voltou a marcar 65%. Sua adversária pontuou com 15,6%. 14,7% não souberam ou não responderam e 4,7% brancos e nulos.

Em um cenário no qual disputa somente com Eunélio Mendonça, Bigu de Oliveira foi o escolhido por 62,8% dos eleitores. O ex-prefeito obteve 31,6%. Não souberam ou não responderam 5,3% e 0,3% brancos e nulos.

Quando o confronto se deu com Ana do Gás, Bigu volta a mostrar força e preferência popular massiva. 62,8% dos eleitores disseram votar em sua reeleição. A parlamentar foi escolhida por 31,3%. Não souberam ou não responderam 5,6% e 0,3% brancos e nulos.

No cenário espontâneo, o gestor municipal obteve 53,4% da preferência do eleitorado. Eunélio marcou 21,6%, seguido por Ana do Gás (2,8%) e Soldadinho (0,6%). 18,4% não souberam ou não responderam e 3,1% brancos e nulos.

Quando o eleitor foi questionado sobre quem, independentemente do seu voto, vencerá o pleito de novembro, 60,6% dos entrevistados disseram que Bigu será reeleito. 23,8% acreditam que Eunélio vencerá e 4,7% apontaram Ana do Gás. Os demais pré-candidatos não chegaram a 1%. 10,3% não souberam ou não responderam.

Rejeição – Eunélio Mendonça e Soldadinho lideram o levantamento quando o assunto é “em quem você não votará de maneira alguma”.

26,3% dos eleitores apontaram Soldadinho e 25,6% o ex-prefeito.

Aprovação popular – A administração Bigu de Oliveira possui uma ampla aprovação popular, revelou a pesquisa.

Somados os votos “ótimo” e “bom”, o prefeito e pré-candidato a reeleição tem o trabalho elogiado por 63,1% dos eleitores de Santo Antônio dos Lopes.

Desvio de R$ 50 Milhões do Fundeb: Governador do Piauí Alvo de Ação da Polícia Federal

A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU) deflagraram nesta segunda-feira (27/02), a terceira fase da Operação Topique, que investiga crimes de organização criminosa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação na Secretaria de Educação do Estado do Piauí.
A operação tem como alvo o governador do Estado, Wellington Dias (PT), e a primeira-dama e deputada federal Rejane Dias (PT-PI), ex-secretária de Educação do Estado. Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, no município de Teresina/PI e em Brasília/DF. As ordens foram expedidas pela Justiça Federal no Piauí.
Segundo a Polícia Federal as ações de hoje dão continuidade às investigações formalizadas nas operações Topique e Satélites, ocorridas em agosto de 2018 e em setembro de 2019. Entre os anos de 2015 e 2016, agentes públicos da cúpula administrativa da SEDUC se associaram a empresários do setor de locação de veículos para o desvio de, no mínimo, 50 milhões de reais de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica – Fundeb – e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar – PNATE. Com informações de Polícia Federal e Correio Braziliense. 

Adolescente grávida morre após ser baleada na cabeça em São João Batista

Foto: Reprodução

 

Uma adolescente identificada como Dulcimara Pinto Ferreira, de 16 anos, morreu na noite do sábado (25) após ser baleada na cabeça pelo seu companheiro na Rua Bacurizeiro, povoado Arrebenta, em São João Batista.
De acordo com informações policiais, foi recebida uma ligação informando que uma pessoa havia sido baleada. A equipe se deslocou ao local e descobriu que a vítima já tinha sido levada para o hospital municipal.
Já no hospital, a polícia foi informada por familiares da vítima que o autor do crime tratava-se do companheiro da mesma e que a motivação teria sido ciúmes. Com base em informações dadas por populares, foram realizadas várias buscas em bairros e povoados da região em busca do autor do crime, porém ele não foi encontrado.
Algum tempo depois, a polícia foi informada de que possivelmente o autor teria fugido para a cidade de Bacurituba, em virtude disso, foi acionada a guarnição de serviço dessa cidade repassando todas as informações, onde continuaram com as diligencias do possível local onde poderia estar escondido, porém não se obteve sucesso.
De O Imparcial

Vídeo: Ventania causa pânico em praia de São Luís

Vento forte arrastou cadeiras na areia na Praia do Meio

Uma ventania provocou pânico tem banhistas, neste sábado (15), na Praia do Meio, em São Jose de Ribamar. Centenas de pessoas aproveitavam o lazer na.orla quando o vento forte arrastou caseiras, mesas, caixas de isopor, guarda-sois e outros ibjwtoat.

Quem estava no mar teve que sairnsepressa. Felizmente, não houve vítimas.

Foi o quarto vendaval registrado na região metropolitana de São Luís desde o início do mês passado. Os outros casos ocorreram no Turu, Coroadinho e Forquilha. Este último deixou um rastro de destruição.

A meteorologia explica.que o aumento da velocidade dos ventos se dá porque está época do ano marca a transição do período chuvoso para a estação seca.

Assista:

Futebol: Léo Condé diz que Sampaio será rápido e competitivo

Faltando uma semana para o reinício do Campeonato Maranhense, o Sampaio segue em ritmo acelerado para a sua reestreia diante do Imperatriz, mas já está de olho, também na estreia na Série B, dia 8 de agosto, em Salvador, diante do Vitória.

O Blog do Zeca Soares conversou com o técnico Léo Condé que contou detalhes sobre a montagem da equipe e revelou que a pandemia e a dificuldade de patrocínio atrapalhou a montagem da equipe, mas prometeu um time rápido e competitivo.

“Em relação ao elenco, a gente buscou na formatação desse elenco para a disputa da Série B, manter uma base que iniciou a temporada com 12 a 13 atletas e buscamos no mercado alguns jogadores que se destacaram no Campeonato Paulista, Campeonato Mineiro, Campeonato Carioca e que se encaixasse dentro do orçamento do clube diante de toda a dificuldade dentro desse momento de pandemia. A questão orçamentaria prejudicou bastante, haja vista a dificuldade para conseguir patrocínio, não vamos ter bilheteria, mas eu acredito que a gente conseguiu bons atletas, atletas com perfil competitivo alto, jogadores querendo buscar o seu espaço, mesclando os jogadores mais experientes, alguns com experiência de Série B com outros atletas querendo essa oportunidade de jogar uma B para se posicionar ai e mostrar para o mercado a sua qualidade, então foi em cima disso que a gente fez a montagem do elenco; um time rápido e bastante competitivo”, disse.

Léo Condé falou sobre as comparações entre as equipes de 2015 e a atual, e destacou que o importante será a equipe começar muito bem as duas competições que terá pela frente.

“Essa questão de comparação é sempre muito completo fazer isso, é claro que o torcedor gosta, vocês da imprensa também é natural fazer esse tipo de especulação, mas prá gente, a gente vive muito o momento, então 2015 a gente chegou aqui e já tinha uma base montada que tinha feito a final do Estadual, agregamos alguns jogadores que se destacaram comigo na Caldense e deu liga. A equipe conseguiu fazer uma temporada consistente e agora eu acabei de chegar e a ideia era fazer algo parecido, mas teve a pandemia, parou 4 meses e a gente é claro vai buscar formar uma equipe competitiva como foi em 2015, não tem como fugir disso. Mas são atletas diferentes, características diferentes, talvez a gente possa ganhar em um fator e perder em outro, mas o importante é a equipe começar bem para adquirir confiança como em 2015 o nosso início foi muito bom e a partir do momento em que você adquire confiança e entrosamento as coisas tendem a fluir de uma maneira mas natural”, afirmou.

Léo Condé se mostrou preocupado com o planejamento da equipe por conta da pandemia e das viagens que terão que ser feitas.

“Nesse início de Série B a gente está muito preocupado até porque ainda tem a reta final do Campeonato Maranhense, então nós vamos ter ai, talvez os meses de agosto e setembro a possibilidade de fazer até 20 jogos em dois meses se juntar as duas competições ao contrário de alguns lugares como São Paulo que levou os jogos praticamente todos para a Capital em razão de o interior está com número alto de casos, aqui no Maranhão não é que fez o contrário, mas autorizou a fazer os jogos no interior, então vamos ter ai o risco de duas viagens no interior e depois uma série de viagens para jogar a Série B. Estamos bastante preocupados até porque foram feitas duas testagens e ninguém do elenco testou positivo, ou seja, estão todos vulneráveis ai para contrair o vírus. Estamos conversando bastante com os jogadores para eles terem o máximo de cuidado, mas é uma preocupação a mais que a gente vai ter, até porque você quando faz um grande número de jogos você tem a preocupação com lesão, com destagste e ainda tem essa questão do vírus que, também com certeza vai ser uma preocupação alta que a gente vai ter com esse início e uma série de viagens e jogos”, explicou.

Para Léo Condé, os atletas terão que dar o máximo, mesmo tendo pouco tempo para treinamento e de descanso entre os jogos. DIsse que o calendário será desafiador, mas que será necessário superar todas as possíveis dificuldades.

“O calendário vai ser muito complexo, principalmente aqui prá gente no Sampaio porque da Série B, provavelmente foi a última equipe a retornar em julho e tem muitas equipes treinando desde maio e junho, então prá gente vai ser bem complicado esse pouco tempo de treinamento, até porque é uma equipe que passou por reformulação e já começar uma competição tão difícil e importante como é a Série B e ter ao mesmo tempo, dividindo com a reta final do Estadual. Vai ser bastante desafiador, mas não tem como ficar lamentando muito. Vamos precisar da boa vontade de todo, de bastante superação para que a gente possa superar a falta entrosamento, a falta de tempo para treinar e com boa vontade ultrapassar essa barreira para que a gente consiga fazer boas campanha em ambas as competições”, disse.

E finalmente revelou a preocupação de fazer jogos sem a presença do público.

“Jogar sem público é muito ruim. Eu já tive essa experiência em duas oportunidades, mas realmente, na época eu estava no CRB, em Alagoas, teve punição lá, então fizemos jogos sem torcida e é sempre muito ruim, porque o objetivo maior do futebol é o torcedor, então você jogar sem o torcedor é muito ruim. Com certeza você ganha quando você vai jogar fora, o jogo acaba ficando um pouco entrou, mas perde muito também o fator casa, a torcida do Sampaio quando o time está bem aparece, incentiva, apoia, então, com certeza a gente vai sentir muita falta, então tomara que na reta final das competições as coisas possam estar mais calmas e podemos voltar a ter a presença do torcedor novamente, mas em primeiro lugar está a saúde e as Federações e as Prefeituras dificilmente vão liberar neste momento enquanto não controlar a pandemia”, finalizou Léo Condé.

Foto: Divulgação/Sampaio

Mandeta quer disputar à presidência com Sérgio Moro, de vice

Como Mandetta vê sua chapa com Moro para eleição de 2022 | Bela ...

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM) pensa em uma composição com o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, para a disputa presidencial de 2022. Mas, na visão de Mandetta, ele deveria ser a cabeça de chapa e Moro, o vice. As informações são da colunista Bela Megalle, do jornal O Globo.

Na leitura de Mandetta, segundo interlocutores, o que justifica o arranjo é o fato de ele ter mais experiência política que Moro e de ter considerado inábil a forma como o ex-juiz deixou o governo. Diante disso, o ex-ministro da Saúde acredita ter mais capacidade para liderar o processo eleitoral.

Nesta quinta-feira (22), em entrevista à BandNewsTV, ele falou abertamente sobre sua disposição em participar das eleições de 2022.

“Em 2022, eu vou estar em praça pública lutando por algo em que eu acredito […] Se o Democratas [o DEM, partido ao qual é filiado] acreditar na mesma coisa, eu vou. Se o Democratas achar que ele quer outra coisa, eu vou procurar o meu caminho. Eu vou achar o caminho. Como candidato, ou carregando o porta-estandarte do candidato em que eu acreditar. Mas que eu vou participar ativamente das eleições, eu vou”, seguiu Mandetta.

Desde que deixaram o governo, Moro e Mandetta têm trocado acenos e elogios em redes sociais.

Foto: “O GLOBO”

Blog da capital maranhense promete a qualquer momento divulgar nomes de prefeitos que desviaram recursos para o combate ao Covid-19, será se Codó está no meio?

Um blog da capital maranhense, o blog do Luís Cardoso, promete a qualquer momento divulgar as prefeituras e os prefeitos que desviaram na cara de pau e cruelmente recursos para o combate ao novo coronavírus.

Segundo noticiou o blog, das 30 cidades com menor IDH do Maranhão, na maioria o desvio de recursos para o combate ao novo coronavírus é descarado.

Assista ao vídeo

Será se Codó está no meio?
Só resta aguardar pra saber…

 

Lula Fylho deixa o comando da Secretaria de Saúde de São Luís

 

Lula Fylho deixou o comando da Secretaria Municipal de Saúde de São Luís (Semus).
O anúncio foi feito pela Prefeitura da capital maranhense na manhã deste sábado (25).
“O nome do novo titular do órgão, que assume em substituição ao secretário Lula Fylho, será comunicado posteriormente”, diz o comunicado sem informar o motivo da saída do gestor.
Em sua conta no Twitter, Lula postou uma mensagem sobre sua saída da pasta.
“Nem tudo conseguimos entender na hora do fato”, disse.

 

 

Em junho, Lula Fylho teve o sigilo fiscal e bancário quebrado pela Justiça Federal.
O pedido veio da Polícia Federal, que deflagrou a Operação Cobiça Fatal, visando desbaratar um esquema de superfaturamento na compra de máscaras cirúrgicas para o combate da Covid-19.
A aquisição foi feita pela Semus em abril desse ano e deixou um rombo de mais de R$ 2 milhões.
O esquema era comandado por empresas de fachada e envolveu servidores públicos.

Pré-candidato a vereador, Herdon Borges, faz entrega de bola nova para peladeiros do Residencial São Pedro em Codó

O atleta do Jiu-Jitsu e pré-candidato a vereador de Codó, o jovem Herdon Borges, faz a alegria dos peladeiros do Residencial São Pedro com entrega de uma bola nova.

Muito importante para o esporte codoense, o jovem é uma ótima opção  para representar a população e principalmente a classe mais humilde nas eleições 2020 e pode ser um dos nomes novos na Câmara Municipal a partir de 2021.

A IMPORTÂNCIA PARA O ESPORTE CODOENSE

Herdon, além de jovem e atleta, também é inteligente e é uma peça fundamental para o esporte codoense, que hoje está carente de pessoas que idealizam projetos que objetivam levar a importância do esporte na vida das pessoas, e principalmente para desviar crianças, jovens, e adultos do mundo do crime, uma vez que a cidade aumentou o número de homicídios e crimes.

O jovem que vem para fazer diferente, virou uma grande referência para os atletas do Jiu-Jitsu e leva o nome de Codó para o Brasil todo, uma vez que já foi campeão de várias competições pelo Brasil a fora e pode ser uma surpresa nas eleições 2020.

Maranhão recebeu R$ 2,5 bilhões extra para combate à Covid-19

 

O Maranhão, aí englobados o governo Flávio Dino (PCdoB) e todas as 217 prefeituras, já recebeu R$ 2,5 bilhões em recursos extra, desde a declaração de pandemia do novo coronavírus. Como marco temporal, O Estado utiliza a segunda quinzena de março, quando a gestão estadual decretou estado de calamidade em virtude da crise sanitária decorrente da Covid-19.

Os valores foram repassados pelo governo Jair Bolsonaro (sem partido), via Ministério da Saúde, por iniciativa própria, através de emendas parlamentares, por meio do socorro emergencial aprovado pelo Congresso, ou por decisão judicial.

Na prática, a verba extra destinada pela União é o suficiente para cobrir, com folga, os gastos tanto do Governo do Estado, quanto das prefeituras com o controle da doença.

Não há dados concretos sobre o impacto da pandemia nos orçamentos municipais de saúde no Maranhão. Já na Secretaria de Estado da Saúde (SES), segundo o próprio governador Flávio Dino (PCdoB), a luta contra o novo coronavírus elevou em R$ 170 milhões por mês os gastos da pasta.

Dados compilados por O Estado a partir de publicações no Diário Oficial da União, entretanto, sugerem que toda a despesa a mais do governo maranhense na crise sanitária foi bancada pelo governo federal.

Desde março, a gestão Flávio Dino já recebeu algo em torno de R$ 737 milhões. Como já se foram quatro meses desde a decretação do estado de calamidade, esse total corresponde a um valor mensal de R$ 184,2 milhões – R$ 14,2 milhões a mais que o informado pelo chefe do Executivo.

O repasse de verbas federais ao Maranhão começou cedo. No mês de março, logo após a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar que o planeta vivia uma pandemia causada pelo novo vírus, o Ministério da Saúde editou a Portaria nº 774/2020, direcionando R$ 46 milhões ao Governo do Estado, e outros R$ 66,6 milhões às prefeituras maranhense. No mesmo mês, nova portaria: a de nº 395/2020, garantindo mais R$ 14 milhões ao governo.

Em abril, a bancada maranhense de deputados e senadores em Brasília conseguiu novo reforço ao caixa da SES. Por meio de emenda, os representantes do estado mandaram mais R$ 43 milhões.

Já em maio, uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) viabilizou mais R$ 44,2 milhões à gestão comunista. O dinheiro era oriundo do Fundo Amazônia.

Mas foi nos meses de junho e julho que o Maranhão viu dispararem os repasses. Após a aprovação do socorro emergencial da União a estados e municípios, o governo maranhense recebeu duas parcelas de R$ 245 milhões cada – outras duas parcelas de R$ 597 milhões foram destinadas aos municípios. E, mais recentemente, por meio da Portaria nº 1.666/2020, o governo federal mandou mais R$ 96,3 milhões ao Estado, e R$ 575,6 milhões às prefeituras.

De O Estado