Cidades
Blog Agencia Maranhão - Sua Central de Notícias

A hipocrisia do ex-prefeito Francisco Nagib

Recebendo milhões do governo federal já quase no final de sua desastrosa gestão, o ex-prefeito Francisco Nagib, que fez um hospital de campanha ‘fachada’ com camas enferrujadas e colchões usados, e logo após fechou o hospital, teve a cara limpa de fazer um vídeo criticando a nova gestão sobre o combate ao Covid-19.

A hipocrisia de Nagib

Após ser derrotado nas eleições e fazer a pior gestão de todos os temos em Codó, Nagib não perdeu tempo para alfinetar quem realmente está querendo trabalhar pelo povo.

Só lembrando, que na gestão do ex-prefeito foi enviado milhões  pelo governo federal para combater o Covid-19, mas ninguém não  sabe pra onde foi esses milhões, a saúde de Codó foi entregue para a nova administração em calamidade total, assim também como toda a prefeitura, mas mesmo assim o novo governo vem trabalhando  dia e noite para dar melhoria de vida aos codoenses.

Assistam ao hipócrita vídeo do ex-prefeito 

O nobre ex-prefeito, ainda não se ligou que o povo não é mais otário e nem burro….

Publicidade

 

ICMS: Juiz dá prazo de 72 horas para que Governo do Estado se manifeste em ação do deputado Wellington para reduzir o preço da gasolina

Na manhã da última terça-feira (23), o deputado estadual Wellington do Curso destacou despacho na Ação Popular n° 0805883-04, ajuizada por ele, que tem por objetivo reduzir a alíquota do Imposto de Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços – ICMS. O despacho foi dado pelo juiz Douglas Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, e requer que o Estado do Maranhão e o Ministério Público se manifestem em até 72 horas.

Ao destacar o despacho, o deputado Wellington disse estar confiante quanto ao deferimento do pedido, já que está legalmente e juridicamente fundamentado.

“O juiz da Vara de Direitos Difusos e Coletivos intimou o Governo do Estado para que se manifeste no prazo de 72 horas em nossa Ação Popular. Estamos legalmente e juridicamente fundamentados. A chance do pedido ser deferido é grande. Como fundamento, a Ação aborda a inconstitucionalidade do art. 23, VII, ‘I’ da Lei Estadual 7.799/02, devendo o estado do Maranhão ser condenado a observar o princípio da essencialidade do serviço e produto e capacidade contributiva e com consequente redução da alíquota aplicável a gasolina de 28,5% para o patamar de 18%, o mesmo aplicável a comercialização de outros produtos. Ao reduzir a alíquota, iremos reduzir, por consequência, o preço da gasolina. Estamos confiantes de que o Judiciário decidirá com base nas leis e no que for melhor para a população maranhense”, disse o deputado Wellington.

Prefeitos maranhenses que não prestaram contas de gastos com Covid-19 serão acionados por improbidade

Os municípios que não prestaram contas sobre os recursos recebidos para o enfrentamento à pandemia de Covid-19 podem ser alvos de ações penais. A decisão foi anunciada na última quinta-feira (18) pelo juiz Douglas de Melo Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís.

“Determinei o encaminhamento dessas informações ao procurador-geral de Justiça, que é o chefe do Ministério Público, para que, ao seu entendimento, encaminhe aos promotores de Justiça de cada comarca em que os gestores não prestaram contas, para que promovam a responsabilização por improbidade administrativa”, explicou o juiz.

Douglas de Melo Martins reforçou, ainda, o pedido para os municípios prestassem contas desses recursos já havia sido feito no dia 11 de fevereiro. O juiz cita que municípios como São Luís, Itapecuru, Zé Doca, Alto Alegre, Barreirinhas e o próprio estado foram os únicos a prestarem contas. O Maranhão, no entanto, possui 217 municípios no total.

Segundo a Constituição Federal, improbidade administrativa é um ato ilícito que pode envolver enriquecimento ilícito, atos que causem prejuízo ao erário ao desviar recursos públicos para fins particulares, e ações que violam os princípios da administração pública, como quando o alguém frauda um concurso público ou deixa de prestar contas quanto tem a obrigação de fazê-lo.

Por Pedro Jorge

Mais uma fake news contra o governo Zé Francisco divulgada por blog é desmascarada em Codó

Mais uma fake news divulgada comprova que realmente o blog tem mesmo o objetivo de perseguir e manchar o governo Zé Francisco, uma vez que a nova gestão não dar mole pra pagar blogueiros com valores altos e com o dinheiro do povo.

 Fake news desmascarada 

Dessa vez, o blog divulgou a fake maldosa de que no HGM se encontra uma cortina de saco cortado, o que não é verdade.

Após ir atrás da notícia, o Blog Agência Maranhão descobriu que se trata de mais uma mentira, viemos esclarecer que  não é um saco e sim uma cortina preta que está sinalizando que ali é uma área de perigo ao Covid-19, essa é a verdade.

Mais uma fake news do blog irresponsável é desmascarada!

Outra fake também desmacarada, é sobre a irmã da primeira dama que foi acusada também pelo “blog mentirinha” de tratar mal as funcionárias, o que não condiz com a verdade.

Publicidade