Blog Agencia Maranhão - Sua Central de Notícias

ALERTA: Sementes misteriosas da China chegam ao Brasil e autoridades emitem alerta

Apesar de parecerem inofensivas, autoridades de Santa Catarina emitiram um alerta com orientações sanitárias para quem recebeu o pacote chinês com sementes

(crédito: Gabriel Zapella/Cidasc/Divulgação)

Pacotes misteriosos têm sido entregues a moradores de Santa Catarina junto a compras realizadas pela internet, como um brinde. Os pacotes, supostamente enviados da China, descrevem o conteúdo como “joias”, mas são, na verdade, sementes.

Apesar de parecerem inofensivas, a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) emitiu um alerta à população e, em caso de recebimento, orientou que os pacotes não devem ser abertos, e as sementes não devem ser plantadas, já que podem estar contaminadas com pragas capazes de impactar as plantações agrícolas da região. O material será periciado.

“Caso o cidadão não tenha feito nenhuma compra, mas tenha recebido um pacote suspeito, não abra, não semeie e não jogue no lixo. Leve-o até um escritório da Cidasc ou do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), mais próximo para que sejam recolhidas”, alertou o órgão.

O primeiro pacote de que se tem notícia chegou a um morador da cidade de Jaraguá do Sul, norte do estado de Santa Catarina. A pessoa realizou a compra de um objeto de decoração por meio da internet e, ao receber a encomenda, recebeu também outro pacote contendo duas embalagens com as sementes.

Após a repercussão, ao menos 30 moradores de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul entraram em contato com as autoridades para informar que também receberam as sementes via Correios, algumas delas não haviam feito compras na internet.

Casos no mundo

Outros países também registraram o recebimento de pacotes com sementes misteriosas provenientes da China. Ainda não há evidências exatas de quando os envios começaram, nem o volume de sementes distribuído.

Em julho, agricultores dos Estados Unidos relataram o recebimento de embalagens não solicitadas contendo sementes chinesas. “Não temos informações suficientes para saber se isso é uma farsa, brincadeira, fraude ou ato de bioterrorismo agrícola”, declarou o comissário da Agricultura do estado do Kentucky (EUA), Ryan Quarles.

As autoridades também investigam a possibilidade de vendedores chineses estarem usando endereços de consumidores americanos que fazem compras com frequência na internet para fazer vendas falsas, e assim, aumentar a classificação positiva dos seus produtos em sites de e-commerce.

O Ministério de Agricultura de Portugal também emitiu um alerta sobre os sérios riscos que estas embalagens com sementes, provenientes de países asiáticos, podem acarretar do ponto de vista da sanidade vegetal, pela possibilidade de veicularem pragas e doenças ou ainda pelo perigo de se tratarem de espécies nocivas ou invasoras.

Com Informações do Correio Codoense

VIRALIZOU NO MUNDO: Criança de 3 anos é levada por pipa durante festival em Taiwan

Menina ficou com o pescoço preso em cauda de pipa e voou durante 30 segundos, até a plateia do evento conseguir resgatá-la. Ela está bem

Uma criança de 3 anos ficou presa em uma pipa durante o Festival Internacional de Pipas de Hsinchu, em Taiwan, neste domingo (30) e voou por cerca de 30 segundos antes de conseguir ser resgatada.

Vídeos mostram a menina presa da cauda da pipa pelo pescoço e voando descontroladamente até que conseguiu abaixar o suficiente para o público puxá-la até o chão.

Organizadores do evento e a mãe da criança a levaram ao hospital, onde ela tratou ferimentos no rosto e no pescoço. Ela está bem e os machucados não foram graves.

Depois do incidente, os organizadores suspenderam o festival por conta dos ventos intensos na cidade.

Assista:

Por: noticias.r7

Ronaldinho Gaúcho e irmão são soltos no Paraguai e podem voltar ao Brasil

Norberto Duarte | AFP

Nesta segunda-feira (24), o juiz Gustavo Amarilla acatou pedido do Ministério Público do Paraguai para soltar Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto de Assis, mediante condições.

Ambos estavam detidos há seis meses no país por uso de passaportes falsos.

No dia 7 de abril, o magistrado paraguaio concedeu prisão domiciliar aos irmãos após o pagamento de fiança de US$ 1,6 milhão.

Desde então, eles encontravam-se hospedados em hotel no centro de Assunção.

O pedido do Ministério Público, feito no dia 7 de agosto, foi motivado após o término das investigações, que concluíram não existir provas de que eles estariam envolvidos com lavagem de dinheiro e a produção dos documentos adulterados.

A partir de agora, os dois terão de cumprir algumas condições, como pagamento de multas no valor de US$ 90 mil e US$ 110 mil por ‘dano social’ e comparecimento às autoridades judiciais a cada quatro meses.

Com informações do Conexão Política

Explosão em Beirute: TV estatal libanesa anuncia morte de líder partidário 18 min atrás

A emissora de TV estatal libanesa NNA anunciou a morte do líder partidário Nizar Najarian, secretário-geral do Partido Kataeb (conhecido como Falanges Libanesas), vítima de ferimentos causados pela forte explosão ocorrida hoje na região portuária de Beirute, capital do Líbano. Segundo a emissora, Najarian estava em seu escritório no momento da explosão.

De acordo com autoridades do país, pelo menos 30 pessoas morreram em decorrência da explosão. Além disso, o incidente deixou mais de 2,2 mil feridos, que estão sendo encaminhados para hospitais da cidade. Uma gigantesca coluna de fumaça pode ser vista de toda a cidade, segundo testemunhas relataram e registraram em vídeos publicados nas redes sociais.

Duas fontes de segurança disseram à Reuters que a explosão ocorreu na área portuária que contém armazéns. A explosão abalou várias áreas da capital, quebrando janelas e portas e danificando veículos.

“Vi uma bola de fogo e fumaça subindo sobre Beirute. Pessoas estavam gritando e correndo, sangrando. Sacadas foram arrancadas de edifícios. O vidro dos prédios se partiu e caiu nas ruas”, disse uma testemunha da Reuters.

* Com informações da Reuters

Revelação bombástica: “Vírus foi criado em laboratório militar”, diz cientista que fugiu da China

(Taiwan News) A Dra. Li Meng-Yan, especialista em virologia da Escola de Saúde Pública de Hong Kong, que fugiu para os EUA, disse que “avaliou claramente” que o Coronavírus foi criado em um laboratório vinculado ao Exército de Libertação Popular.

Pequim nega as acusações.

Falando ao vivo com a Agência de Notícias de Taiwan, Lude Press, a Dr. Li-Meng disse:

“Naquela época, eu havia claramente avaliado que o vírus vinha de um laboratório militar do Partido Comunista Chinês. O mercado úmido de Wuhan foi usado apenas como chamariz”.

Ela enfatizou que, quando relatou suas descobertas a seus superiores, ela não foi levada a sério.

Nesse momento, ela alegou que seria impossível reportar a descoberta aos altos níveis do Partido Comunista:

“Eu sabia que uma vez que falasse, poderia desaparecer a qualquer momento, como todos os corajosos manifestantes em Hong Kong. Eu poderia desaparecer. Até meu nome não existiria mais.”

Temendo por sua vida, a Dra Li fugiu para os EUA em abril deste ano.

Com Informações: https://www.diariodobrasil.org / via Repasse Informativo

Facebook peita Alexandre de Moraes e diz que não cumprirá ordem de bloqueio internacional de contas

O Facebook informou em nota que não cumprirá a decisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes, que determinou o bloqueio internacional de contas de apoiadores do presidente Bolsonaro investigados no inquérito 4.781.

Segundo a rede social, a decisão de Moraes extrapola a jurisdição da suprema corte brasileira. A empresa também afirmou que a legislação brasileira reconhece limites à atuação do STF e seus ministros e a legitimidade de outras jurisdições.

“Respeitamos as leis dos países em que atuamos. Estamos recorrendo ao STF contra a decisão de bloqueio global de contas, considerando que a lei brasileira reconhece limites à sua jurisdição e a legitimidade de outras jurisdições”, disse a nota. No entanto, o Facebook confirmou que manterá o bloqueio de contas para acesso em território brasileiro.

Nesta semana, o ministro Alexandre de Moraes publicou um despacho no qual obrigava as redes sociais a efetuarem o bloqueio de investigados no inquérito 4781 em todo o mundo, depois de constatado que usuários de outros países poderiam visualizar os perfis bloqueados no Brasil. Moraes reafirmou que tal possibilidade configurava-se em desrespeito a ordem de bloqueio e, consequentemente, levaria a uma multa no valor de R$ 20 mil por dia e por perfil.

Decisão desproporcional

Em nota publicada nesta quinta-feira (30), o Twitter classificou como desproporcional a ordem do ministro Alexandre de Moraes que determinou o bloqueio internacional das contas de vários apoiadores do presidente Jair Bolsando nas redes sociais. Os bloqueados, ou melhor, censurados, são investigados no inquérito 4.781 do Supremo Tribunal Federal. Apesar de questionar, o Twitter efetivou a censura internacionalmente.

A decisão de impedir que os investigados utilizem as redes sociais para expressar opinião é uma grave ameaça a liberdade de expressão e está chamando a atenção do mundo para o autoritarismo de alguns membros da suprema corte brasileira.

MUNDO: EUA oferece recompensa de US$ 5 milhões por chefe do Supremo venezuelano

Nesta terça-feira (21), o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, comunicou o oferecimento de uma recompensa no valor de US$ 5 milhões – cerca de R$ 25 milhões – por informações que levem à prisão ou condenação do presidente do Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela, Maikel Moreno. O magistrado, aliado do ditador Nicolás Maduro, é acusado de participar de uma organização criminosa transnacional.

Vou anunciar uma recompensa no âmbito do Programa contra o Crime Organizado Transnacional de até 5 milhões de dólares por informação que leve à prisão ou à condenação do cidadão venezuelano Maikel José Moreno Pérez“, anunciou Pompeo, alegando que Moreno recebeu propina para influenciar decisões judiciais. Outras sanções foram impostas ao magistrado, como a proibição de que ele e sua esposa viajem para os EUA.

O magistrado fazia parte da lista negra do Tesouro americano, e agora faz parte das designações do Departamento do Tesouro, acusado de “corrupção”. Em março, ele foi acusado de lavagem de dinheiro, dentro uma série de acusações feitas pelo Governo americano contra Maduro e outras autoridades do regime chavista. O grupo foi acusado de “narcoterrorismo“.

Nas redes sociais, o secretário americano chamou Moreno de “amigo de Maduro”, e justificou a decisão do Governo dos EUA. “Maikel Jose Moreno Perez, um amigo de Maduro, usou sua posição de autoridade para obter ganhos pessoais, aceitando subornos para influenciar os resultados de casos criminais na Venezuela. Ao designá-lo [acusá-lo de corrupção] publicamente hoje, estamos enviando uma mensagem clara: os EUA estão firmemente contra a corrupção“, escreveu.

Com Informações:https://mblnews.org